Medo

Arrepio que sobe da unha do dedão até o alto da costela. Seu estômago despenca e avisa que nada do que você coloque pra dentro dele vai permanecer lá. Sensação de desconforto que não pode ser mudada. Por mais confortável que esteja, não estará confortável o suficiente. Uma faca atravessada na sua garganta: nem desce, nem sobe, continua lá, te instigando a não fazer nenhum tipo de movimento, ficar paralisado, sem reação, sem vontade, sem vida, sem fôlego, sem paz. A única coisa que você pode fazer é chorar, chorar lágrimas ferventes quentes que descem queimando seu rosto, lavando sua alma, colocando toda a sujeira pra fora à força.

É medo. É medo de dormir e ter que acordar. De perceber que tudo que está acontecendo não é apenas um sonho. Um sonho ruim, que talvez se desfaria assim que acordasse. Medo de perceber que é real, que não tem como voltar atrás, que o feito está feito. Que não vai ser desfeito e pode, no máximo, ser consertado.

Medo de levantar a cabeça e perceber que estou sozinha...

Medo de levantar a cabeça e perceber que estou sozinha...

Medo do que não se pode ver, nem sentir, algo que você não sabe. Nem vai saber tão cedo. A angústia vai te perseguir e aumentar seu sofrimento até chegar a hora. Mas que hora vai ser? Você também não sabe. Pode acontecer o esperado e o inesperado. Você também não sabe. Medo de ganhar e não aguentar a barra, de perder e se sentir perdedor, de ser feliz e não saber controlar a felicidade, de ser triste e viver se lamentando, medo de fazer a escolha certa e não ter aventuras na vida, e não estar sempre se superando, medo de fazer a escolha errada e tudo acabar mal. Medo de se distrair e deixar a sua vida passar sem fazer parte dela, medo de aproveitar sua vida ao máximo e nem tudo sair como você queria. Medo de fazer amigos e magoá-los profundamente, medo de não fazer amigos e ser solitário. Medo de largar tudo e acabar não tendo nada, medo de levar tudo ao final e acabar fazendo tudo como não deveria ser feito. Medo de errar, medo acertar, medo de escolher, medo de estagnar, medo de não conseguir superar o medo, medo de sentir dor, medo de se entregar completamente, medo de nunca achar alguém a quem possa se entregar, medo de não ser mulher suficiente para assumir que tenho medo, medo de sentir medo, medo de não saber a hora certa de agir. Medo de não ser perdoado, de perder tudo o que já foi conquistado. Medo, muito medo.

E como não sentir medo, como não errar, como não se sentir angústia? É simples: não viva! Só não sente medo, só não se angustia, só não erra, quem não vive. O que está descrito ali em cima é minha alma. É tudo o que eu sinto e já senti e não vou deixar de sentir enquento estiver VIVA. Eu escolhi levar minha vida assim. E não existe escolha certa, nem escolha errada. Existe o modo como você vai se comportar depois de cada escolha.
Um exemplo? Eu escolhi entrar para o CEFET. Estudei, fiz a prova e passei. Fiz amigos, estudo mais do que o normal, e levo minha vida. Mas e se eu tivesse escolhido não fazer prova para o CEFET? Eu não seria menos inteligente, não estudaria menos, não faria menos amigos. Eu apenas estaria num lugar diferente com pessoas diferentes. Então nenhuma escolha é certa ou errada. Eu vou fazer com que seja certa ou errada. E o medo vai existir sempre, porque eu nunca vou saber o que vai acontecer depois de uma escolha. E vou sentir medo, medo do desconhecido.

Eu não desejo ser corajosa sempre nem saber fazer a coisa certa sempre. Eu desejo ter medo de errar e ter sempre capacidade de consertar meus erros e coragem para superar meus medos.

Anúncios

3 opiniões sobre “Medo

  1. “Não deixe para depois, valorize a vida” – Charlie Brown Jr.

    Roubando os conselhos de alguém, né?!?! rs tsc, tsc, tsc… Coisa feia!!! Ham…

    Moral da história: “pare e se escute, dando expressão ao que realmente VOCÊ quer fazer e não somente ao que você tem de fazer para deixar os OUTROS felizes a partir do que você faz, senão você só agradará aos outros e quanto a si mesmo??????”

  2. Pingback: Que dia é hoje? « Metamorfoses ·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s