Escolhas

Você chega em casa morto(a). Foi um dia de trabalho pesado. Olha pras suas pernas e percebe o primeiro sinal de esforço exessivo: uma varize. Sua mãe percebe logo sua cara e pergunta: “Filha, aconteceu alguma coisa?” Claro que não, mãe, tá tudo ótimo, não vê esta amigável varize na minha perna? Po, como ela acha que está tudo bem?

E você senta em frente ao computador, olha seu orkut, vê se tem scrap novo, olha seu e-mail. Nada de importante. Finalmente olha o blog. Ah, realmente você acha que vou escrever algo hoje, querido? – chegou ao nível crítico, você já está conversando com o computador.

Seu final de dia pode não ser exatamente assim, mas você pode se identificar, se vendo em situações diferentes. E aí, você pensa: “Vou ler algo.” E a primeira coisa que lhe vem a cabeça é o Metamorfoses. Claro, afinal você adora isto aqui, némesmo? E você chega e não vê nada de novo. Frustrante! “Ah, ela deve estar muito ocupada, estudando muito.” – Você pensa ssim? Eu não pensaria. E nem você deve pensar.

A partir do momento em que eu me compremeti a te entreter com um blogzinho furreca legal, é meu dever te mostrar algo de novo todos os dias, por mais que este algo de novo seja te contar o meu diazinho medíocre.

Sua chamada pode ser feita através deste post. E aí, você pode parar e pensar: “Será que a vida anda muito corrida e eu preciso de um tempo prá mim?” Minha chamada foi ver aquela lamentável varize na minha perna. E ela está aqui, para quem quiser ver o quanto venho trabalhando, venho me esforçando. Mas não faz como eu não. Tira um tempinho do seu dia para ler um blog interessante.

Fazer tudo correndo, atropelar fases importantes da sua vida de nada adianta. Na minha época de 8ª série, agora 9º ano, eu tinha aquela pressão toda, em estilo final de ensino médio e pré-vestibular: precisava passar num concurso prá um colégio fodástico, para a inflação do ego dos meus pais (e do meu também). Nesta mesma época, me foi apresentada a possibilidade de fazer a crisma. Então, o que eu teria a perder? Adiantaria tudo, estudaria um pouco mais e… pronto. Estaria livre durante o ano seguinte, né? Sim, queridos. Mas não foi minha opção.

Eu escolhi estudar só pros concursos aquele ano inteiro e fazer minha crisma no ano seguinte. “Se fudeu”. – Vai, falaí. Mas não foi isso o que aconteceu. Me dei bem no concurso mais importante e fiz a crisma no ano seguinte, certamente com muito mais sucesso. Porque da crisma anterior eu já conhecia todas as pessoas e na que eu fiz não conhecia ninguém e passei a conhecer. Um ou dois dos meus melhores amigos atualmente estão ali. Então, talvez seus pais não entendam quando você chegar e falar: “Pai, este ano vou terminar meu 3º ano sossegada e vou passar o ano que vem só fazendo estágio e pré vestibular.” Ele vai dizer: “Filhinho, eu dou as ordens aqui, além do mais só quero o seu bem.” Aquilo é o que ele acredita, não conteste. Mas apresenta pra ele suas condições. Tudo tem seu tempo e sua hora. Adiar uma escolha não é legal, mas escolher adiar algo que deve ser adiado, é fundamental.

@umaamiga e @você 😀

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s