Como planos para o futuro se esvaem

Mais cedo, conversando com a minha best friend forever, cheguei à conclusão de que não temos o controle de coisa nenhuma. Hoje eu planejo tirar a carteira de motorista, fazer um intercâmbio no fim do ano que vem, morar sozinha muito em breve e escrever para uma revista que eu adoro. Mas veja bem: Quem sabe se amanhã não vou conhecer alguém que me vire a cabeça?

Minha amiga hoje planeja morar com o namorado e fazer uma Previdência. Incrível como no começo do ano os planos eram outros. Completamente diferentes. Isso só me faz pensar que um detalhe muda tudo. Claro que o namorado não é um mero detalhe. Mas, se pararmos para pensar, descobriremos que há uns 5 anos certamente não sabíamos que estaríamos aqui, deste modo, vivendo esta vida.

Existe um site bem legal chamado FutureMe, que permite que mandemos um e-mail para nosso eu do futuro. Já citei este site aqui no blog antes. O bacana dele é que toda vez que recebo algum e-mail da Nathalia do passado, me surpreendo. Tem coisas de que nem me lembrava. Decepções amorosas de que hoje acho a maior graça. Realmente, tudo passa.

E de quem é o meu futuro?

Acho que o mais importante que podemos fazer por nós mesmos, é pensar muito agora no que queremos para os próximos 20 anos. Ou 15, ou 5. E o que queremos para o próximo mês. Tudo isso é muito importante. Voltando ao início, quando falei que pode surgir alguém em minha vida hoje, é digno dizer que dependendo de quem for, a pessoa pode querer que eu mude os planos. Todos os planos. E a decisão de mudar ou não caberá somente a mim. Eu preciso saber exatamente onde quero estar daqui a 3 anos. Porque assim, eu vou direcionar todas as minhas escolhas do presente a este objetivo. Vou escolher para estar ao meu lado alguém com os mesmos sonhos e objetivos, alguém que eu sei que pode me ajudar a alcançar meus sonhos. Ooou, vou decidir ficar sozinha, porque tem muita coisa que eu planejei somente para mim, como a casa com os 3 cachorros lindos e o carro na garagem. Só meus.

Não é egoísmo, é amor próprio

Velhos clichês explicam muita coisa. Não é à toa que são repetidos tantas vezes até ganharem o título de “velhos clichês”. Eu não diria, por exemplo, que o fato de eu querer morar sozinha seja um ato de egoísmo para com meus pais. Creio que a necessidade de todo ser humano seja a liberdade. Eu posso ir morar num apartamento do lado da casa dos meus pais. Mas o fato de eu ter a minha casa, o meu carro e meus cachorros, permite que eu faça as regras.

Lembrando que o ar que respiramos muda o tempo todo, estejamos em cima ou em baixo…

A gente estuda tanto, trabalha tanto, para ter autonomia, para poder chegar em casa de madrugada, levar o namorado, ficar sozinha pra pensar, usar o banheiro de porta aberta e andar pelados pela casa. E isso não é egoísmo, é necessidade de privacidade, de tempo, de espaço. É poder escolher de que lado da casa vai ficar a TV. E pagar as próprias contas. Se a mamãe morar na casa ao lado, melhor ainda…

Afinal, somos do mundo

Quem nunca ouviu aquela frase “os pais criam os filhos para o mundo”, que atire a primeira pedra. Você pode ter se espantando com tudo o que eu disse acima, mas cabe explicar. Este mundo, o que tem de incrível, tem de imprevisível. Me perdoem somente por nunca ter passado pela situação que agora vou dizer. Mas espero que não julguem, porque sabemos que é uma grande verdade: Queridos, não adianta ficarmos para sempre agarrados à ideia de que temos pai e mãe que vão durar para sempre e de que nada nos vai faltar. O mundo às vezes é cruel. Meu pai com seus 12 anos de idade perdeu o pai, o provedor. AVC. Minha prima, na época com 14 anos e um filho recém nascido, perdeu a mãe. Câncer. E o mundo nos arranca o tapete o tempo inteiro. Portanto, nada mais digno e saudável do que estarmos preparados para uma reviravolta, e a reviravolta da reviravolta e para se caso o mundo vire de cabeça para baixo. Os planos mudam, a vida muda. A cada instante, o tempo inteiro. E cada mudança nos obriga a refazer os planos para o futuro…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s